Instagram Youtube
Arrancada Shop
Lotse Ceramic Power

Copa Força Livre de Arrancada - 3ª Etapa

Copa Força Livre de Arrancada - 3ª Etapa

Data: 10/06/2016 a 12/06/2016.

Local: Autódromo Internacional de Curitiba - AIC - Pinhais - PR - 402 Metros.

Autodynamics esteve em Curitiba para a cobertura da 3ª etapa da Copa Força Livre de Arrancada, etapa batizada de “Loucos por Arrancada”. Com organização da Força Livre Motorsports, empresa que sempre foi parceira da Autodynamics em apoio as coberturas que realizamos, o evento contou com um super incentivo com a notícia de que o Autódromo Internacional de Curitiba (AIC) continuará com as suas atividades no segundo semestre. As datas das etapas ainda não foram divulgadas, pois diversos campeonatos de circuito também estão em negociação. Também está confirmada a realização do 23º Festival Força Livre de Arrancada em Dezembro de 2016.

Particularmente a Autodynamics sempre acreditou na continuidade do autódromo, visto que em virtude da atual situação financeira do país, seria completamente inviável a demolição do autódromo em 2016. Ainda não existe confirmação de um campeonato 2017, mas tudo indica que deverá acontecer. Estamos todos na torcida.

Sem dúvida esta foi a melhor etapa de 2016 até o presente momento, principalmente pela rivalidade criada na categoria Turbo Traseira B (TTB). Criamos uma postagem em nosso Facebook com os atuais favoritos da categoria, fato que atraiu muito a atenção do público para a disputa. Esta foi vencida por Filipe Sturion, equipe Serginho Motor Street. A equipe paranaense trabalhou forte e Filipe mostrou forte controle psicológico aliado a um equipamento muito constante. O piloto venceu a disputa e, de quebra, bateu o seu próprio recorde.

Importante lembrar que a categoria tem um ótimo custo benefício. No regulamento da Copa Força Livre, a categoria não permite a utilização de cabeçotes multiválvulas e câmbio importado. A grosso modo, um motor VW AP 1.9 com cabeçote 8 válvulas e câmbio nacional pode ser altamente competitivo. A Autodynamics apoia este congelamento do regulamento, assim como acontece no Campeonato ECPA de Arrancada (Piracicaba SP), onde a categoria foi criada. Somente o Campeonato Brasileiro de Arrancada da CBA liberou os cabeçotes multiválvulas. Em nossa opinião, multiválvulas e câmbios importados devem caminhar para a TTA.

Outro destaque ficou para o Israel Fontanella, equipe Julieta Competições. Além de vencer na Street Tração Traseira (STT) com o Opala de Vilson Ferreira, o novo dono do Opala TO 21 bateu novamente o seu próprio recorde ao andar na casa dos 10s1 nos 402 metros.

A etapa contou com Dragster Top Alcohol de Avelino Queiroz, equipe Power Tech. O carro andou na casa dos 7s1 em 402 metros. Avelino também andou com o Camaro com motor 4 cilindros, “meio V8”, carro de Helder Gandolfo. Apesar de um grande susto com uma explosão de solda, a parte de pistões e bielas permaneceu intacta. O motor está em pleno desenvolvimento, um monstro que equipa o seu Dragster Light.

Outro destaque ficou para a criação das categorias por tempo na divisão 201 metros, fato que deverá proporcionar ainda mais competição para carros de rua. Ainda não foram divulgados os resultados do “mata-mata” destas categorias.

O susto ficou por conta da forte batida do Gol Força Livre Dianteira de Ricardo Righi. Porém, devido a segurança e ótimo critério de construção do carro da RCR, o piloto nada sofreu.

O tratamento de pista ficou a cargo de Snaple The Dragstrip Man e Edy. Utilizaram VHT da PJ1.

Abaixo, vencedores, tempos, fotos e recordes.

Texto e Fotos: Rodrigo Vieira

Campeões da Etapa/Evento

Tempos

Compartilhe com seus amigos:
Share

« Voltar