Conecte-se Twitter Facebook Youtube Feed
Master Power
Halltech Grilo Pneus

Velopark Series 2017 - 1ª Etapa

Velopark Series 2017 - 1ª Etapa

Data: 01/04/2017 a 02/04/2017.

Local: Autódromo do Velopark - Nova Santa Rita - RS - 402 Metros.

Abertura Temporada 2017 do VP Series no Velopark

Pista reformada, composto de tração igual da NHRA, Recordes históricos e Duelo de Pro Mod na casa dos 6 segundos baixos, foram apenas alguns dos tópicos que as mais de 40 mil pessoas presentes no Velopark puderam presenciar


Texto: Rodrigo Autodynamics Vieira - rodrigo@autodynamics.com.br


Foi com grande expectativa que Autodynamics desembarcou no Autódromo do Velopark para a aguardada abertura da temporada 2017 do Campeonato VP Series de Arrancada. Entre os dias 01 e 02 de Abril, alguns dos melhores competidores da modalidade do automobilismo brasileiro, compareceram para a grande prova de arrancada em suas diversas categorias. 

Com a forte divulgação feita pelo Velopark em diversos meios de comunicação, incluindo a Autodynamics, mais de 40 mil pessoas compareceram as arquibancadas, fruto também dos incentivos proporcionados pela organização: arquibancada gratuita, possibilidade de acampar, permissão de churrasco e, ao fim do evento, os expectadores tiveram oportunidade de adentrar à pista para pisar no chão emborrachado e altamente aderente, fruto da reforma realizada entre os meses de Janeiro e Março. Isso aproximou ainda mais o público da competição.

Reforma da Pista

Para este certame 2017, os organizadores do Velopark removeram toda a borracha da pista e um novo emborrachamento foi executado e selado com composto de tração importado da marca PJ1. Erroneamente conhecido no Brasil como “VHT”, erroneamente, pois “VHT” é marca de produto, adotaremos a partir deste ano, o nome “composto de tração” – ou, de forma explicativa, o “líquido que é aplicado na pista para que os carros tracionem”. Acompanhe o vídeo da reforma:



Com isso, os carros foram para os treinos livres de sexta, 30/03 e puderam começar a trabalhar o seu conjunto para se adequar a nova realidade da pista do Velopark. Com o andamento das largadas, o emborrachamento se intensificou com o passar dos carros, fato que resultou em incríveis duelos. 

Traseira Original

Na categoria Traseira Original (TO), protesto e resultado sob júdice. O piloto Israel Fontanella entrou com recurso na Federação Gaúcha de Automobilismo, alegando que o carro de Claudio Castañon está fora do regulamento no quesito bloco do motor e diferencial. Quando um protesto é feito, os mesmos itens também são conferidos no carro de quem protestou. Até o presente momento, 05/04, a Federação não se pronunciou a respeito e, por isso, a vitória do Opala e o recorde do Maverick estão “sob júdice”. Ambos se pronunciaram alegando razão e, por isso, a Autodynamics se reserva ao direito de passar mais informações somente após a divulgação do veredicto dos comissários técnicos do órgão competente. Esperamos que este veredicto seja rápido.

Mata Mata nos 6’s baixos!

Na pista, tivemos feitos históricos! Em sua estreia com motor big block, Jader Krolow quebrou a hegemonia de Roderjan Busato, este que nunca perdeu uma etapa no Velopark. A dupla, ambos da equipe Speed Unlimited, protagonizou puxada digna de arrancadas norte americanas na grande final, quando Jader passou na casa dos 6s1 e Roderjan na casa dos 6s2 nos 402m! Também pela Pro Mod, Fabio Costa ficou em 3º lugar, mas deu show mesmo nas categorias TTA e DTB. Com o Opala na TTA e pela Julieta Competições, Fabio chegou a bater o recorde de Jevan Dalla Valle (Capa da Revista Autodynamics Nº 49) na puxada que cravou 7s668. Na DTB, ficou em 2º lugar depois de perder no mata-mata contra José Fabio Zarbielli, atual campeão brasileiro na categoria e também capa da Revista AD 49. O piloto da GCR competições andou forte e constante. A DTB contou com disputa acirrada entre Costa, Zarbielli e Vilson Ferreira, este último, preparador da Julieta Competições. 

Feito histórico para Celso Camargo, piloto paulista, também Julieta. O piloto perseguia este recorde há tempos e entrou para a história ao ser o primeiro TTA a andar na casa dos 4 segundos em 201 metros. De quebra, bateu o recorde de Fabio Costa com 4s978 (201m) e 7s612 nos 402 metros. Israel Fontanella, o novo dono do Opala Metal, além de andar constante no aspirado TO, mostrou que vai dar show com o turbo: venceu a corrida de estreia na categoria no mata-mata e andou na casa dos 7 segundos, mostrando uma pilotagem exemplar. 

A Dianteira Turbo A (DTA) mostrou que deverá ser grande destaque na temporada, principalmente pelos números e nível dos carros apresentado na etapa de abertura. Com muito grip, os carros puderam acelerar forte acima dos 402 metros e andaram constantes na casa dos 5 segundos e 8 segundos. O grande destaque ficou para Renato Brizolari, equipe Kadu Racing (SP). O piloto bateu o seu próprio recorde com baixos 8s487!

Tração Dianteira ícone mundial no Brasil

Um dos pontos mais marcantes da etapa de abertura foi a estreia no Brasil do Cobalt de Luciano Nichetti. Nos Estados Unidos, Nichetti chegou a beliscar a casa dos 6 segundos em 402m. A intenção sempre trazer o carro para o Brasil, mas um inesperado AVC fez com nosso piloto gaúcho colocasse todo o foco da sua vida em sua recuperação, recuperação esta que se encontra em estado muito avançado. O próprio Nichetti estava na pista do Velopark instruindo todos sobre o carro e, principalmente, dando todos os toques para Ezequias João, o Mano, pilotar o brinquedo. Em um esforço conjunto de muitas pessoas, que incluem a equipe Tech Force, Rafael Antonetti (Expert), Anderson Dick (FuelTech) e tantos outros, Ezequias estreou o carro no Brasil com vitória e andando abaixo da marca de todos os tração dianteira no Brasil! 7s8 nos 402 metros, com um carro ícone das arrancadas mundiais, desenvolvido em conjunto com a General Motors Norte Americana e que esteve nas pistas pelas mãos não apenas de Nichetti, mas também do piloto Jason Hunt, que parabenizou a Nichetti Drag Racing por manter viva a eterna bandeira do Tração Dianteira que brilhou na NHRA Sport Compact e, agora, temos o prazer de ver no Brasil com tecnologia de ponta FuelTech FT600. 

Expectativa para 2ª etapa!

Alguns de nossos anunciantes também marcaram presença com stands na etapa do VP: FuelTech, Displatec, FullTurbos, Expert Racing e Regis Racing

A primeira etapa do VP Series foi um sucesso que mostrou que a 2ª etapa será um grande espetáculo. Fruto do trabalho árduo de pessoas como Douglas Grassi e Sofia Costa e tantos outros que tem uma coisa muito importante quando o assunto é arrancada no Brasil: vontade de fazer direito e proporcionar um grande show. Parabéns também ao locutor Gefferson Kern, trabalho sensacional e informativo do cara que é a #vozdovelopark!

Saiba mais detalhes sobre a etapa em nosso Jornal Autodynamics, edição de 03 de Abril, assista abaixo. Confira também: vencedores, recordistas, tempos finais, fotos e vídeos. Fique ligado em nossa galeria de vídeos, que teremos muitos vídeos. Até a próxima etapa!



Links Úteis:


Esta cobertura da Autodynamics é um oferecimento de:

--

Clique www.halltechracing.com

Clique www.fueltech.com.br

Clique www.nitrometano.com.br

Clique www.dntturbos.com.br

Clique www.displatec.com.br

Clique www.metalhorse.com.br

Clique www.grilopneus.com.br

Clique www.facebook.com/bfcambios

--


Campeões da Etapa/Evento

Compartilhe com seus amigos:
Share

« Voltar